ir para o conteúdo principal
Logo Sp

Entrevista a Jorge Marecos, Administrador SP Televisão

O52A2812 1440X650
shape layout
voltar

Entrevista a Jorge Marecos, Administrador SP Televisão

No ano em que a SP Televisão comemora os seus 15 anos de atividade, como é que vê a evolução da empresa ao longo deste período de tempo?

Na minha opinião, a evolução tem sido fantástica. Nós conseguirmos atingir esta dimensão, dentro da paisagem audiovisual portuguesa, é algo notável. Temos uma dimensão bastante sólida, com expressão, e muito provavelmente somos a maior empresa de produção independente privada portuguesa, portanto, só poderemos estar satisfeitos com este resultado.

Se há 15 anos lhe perguntassem como imaginava que a SP Televisão estaria hoje, o que diria?

É praticamente impossível fazermos planos a 15 anos, ainda para mais nesta atividade, neste País e nestas circunstâncias. Mas só posso estar orgulhoso de poder pertencer a esta empresa, que tem uma dinâmica constituída por muitas pessoas, por grandes objetivos e por muito trabalho. Ter a felicidade de estar cá todos os dias, e fazer parte disto, é mesmo extraordinário.

Mas o audiovisual é uma área que está em constante evolução…

Nós para crescermos temos que viver na mudança, por isso, temos de ter esse estado de espírito, não só em relação à parte técnica, como à parte narrativa, como à fabricação dos projetos. A SP Televisão é uma empresa de conteúdos e se é verdade que, por um lado, em termos teóricos, a essência do seu conteúdo é sempre a mesma, ou seja, contar histórias para entreter, por outro, a maneira de nós as contarmos está em constante mudança e evolução, assim como o público também sofre essas mudanças. 

Essa evolução, de que fala anteriormente, excedeu as suas expectativas, relativamente há 15 anos?

Como disse há pouco, não se fazem planos a 15 anos, por isso também não se criam essas expectativas. Olhando para trás, acho que há todo um trajeto que foi feito e que dá mais força para que os próximos 15 anos sejam ainda melhores.  

O sucesso faz-se com as pessoas certas e mais do que isso, as pessoas certas são também aquelas que vivem esta atividade com paixão. Que palavras gostaria de transmitir a todas as pessoas que fazem da SP Televisão uma família?

Sermos uma empresa de conteúdos, estes só se concretizam e têm sucesso devido à aglomeração de talento, portanto, a SP Televisão é uma empresa aglomeradora de talento porque queremos levar mais longe os conteúdos que aqui são criados. É completamente impossível, diria eu, que numa empresa aglomeradora de talentos as pessoas façam aquilo que não gostam, ou seja, só conseguimos progredir se quem connosco aqui trabalha o fizer com prazer pessoal. Só nessa altura é que podemos começar a pensar em excelência e acho que a SP Televisão é uma empresa de excelência, porque a quantidade de talento que existe nos vários setores é enorme. Todos nós aqui temos um objetivo comum, portanto, sem pessoas e sem estas estarem movidas por esta paixão, não chegamos a lado nenhum.

Como descreve a importância dos nossos parceiros e clientes para a evolução da SP Televisão, quer a nível nacional, quer internacional?

Se não houvesse parceiros e clientes nós não existiríamos, portanto, há medida que o cliente vai evoluindo nós próprios evoluímos e tentamos corresponder às suas necessidades para, juntos, chegarmos ao público.

Que momentos mais importantes se recorda ao longo destes 15 anos?

Recordo todos os momentos, mas com particular destaque para os sucessos que alcançámos, mas mais particular ainda os insucessos. Acho que os insucessos nos permitem aprender, de uma forma mais rápida, que os sucessos. Quando falo em insucessos refiro-me a resultados com os quais fomos confrontados e que gostaríamos que fossem melhores.

Para onde caminhamos?

A SP Televisão tem de continuar a trabalhar para que os projetos que produz continuem a reunir a preferência do público, isto é, mantermos a capacidade que temos de contar histórias de uma forma cativante e que o público nos privilegie com a sua escolha. Isto tanto serve para o mercado nacional, como para o mercado internacional. Evidentemente que temos consciência que, hoje em dia, uma produtora para sobreviver tem que, necessariamente, fazer um trajeto de excelência no mercado internacional.

Como vê a SP Televisão daqui a 15 anos?

Não fazendo projetos a longo prazo, daqui a 15 anos queremos estar a produzir para o nosso mercado e para todo o Mundo, com a capacidade de ter a qualidade internacional em todos os projetos que fazemos.

 

Fotografias Just Frame It, gentilmente cedidas por Meios & Publicidade

 

 

Rita Leal / SP Televisão voltar